SETORES DA INDÚSTRIA, GOVERNO, ACADEMIA E MOVIMENTOS SOCIAIS DEBATEM CRISE ECONÔMICA E DESENVOLVIMENTO NACIONAL EM SALVADOR

O debate será precedido por palestra do economista e professor da Unicamp, Luiz Gonzaga Belluzzo; Jaques Wagner, João Carlos Salles e Antonio Alban confirmaram presença

Compreender a crise econômica dos últimos anos e apontar perspectivas de desenvolvimento para o Brasil são os objetivos do debate A Crise e o Desenvolvimento Nacional, que acontece nesta sexta-feira (7), às 9h, na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). Promovido pelo deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB), o evento pretende reunir setores da indústria, governo e academia, além de movimentos sociais, a fim de apontar caminhos para o país.

Com entrada gratuita, a programação tem início com palestra do economista e professor da Unicamp Luiz Gonzaga Belluzzo. O economista é ainda colunista de Carta Capital e foi uma das lideranças por trás do "Manifesto dos economistas pelo desenvolvimento e pela inclusão social", de 2014, contrário à política de austeridade fiscal naquele momento.

Após a palestra, segue um debate sobre o tema, com participação do secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner; do presidente da Fieb, Antonio Alban; do reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles; do presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon), Gustavo Casseb Pessoti; do presidente da Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Araújo; e da presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Marianna Dias.

Davidson Magalhães é economista e professor da Uneb. Foi vereador de Itabuna por dois mandatos, além de secretário municipal. Após assumir a coordenação-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP) no Nordeste, Davidson passou oito anos como presidente da Bahiagás. No pleito de 2014, foi eleito deputado federal.

Nenhum comentário: