CAMPUS AVANÇADO DO IFBA DEVE SER IMPLANTADO EM CAMACÃ AINDA ESTE ANO

Os detalhes finais sobre o campus avançado do Instituto Federal da Bahia (Ifba) em Camacã foram fechados na manhã desta segunda-feira (3), em uma audiência entre o deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB); o reitor do Ifba, Renato da Anunciação Filho; o pró-reitor de Extensão, José Roberto Oliveira; o prefeito de Camacã, Oziel Bastos; e o prefeito de Santa Luzia e presidente do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica, Antônio Guilherme.

Com previsão de iniciar ainda este ano, funcionando provisoriamente em uma escola municipal, o campus avançado vai ter como foco os cursos relacionados à água, como Conservação e Preservação de Mananciais. Também serão pensados cursos que gerem emprego e renda para a região, de acordo com as características da economia local.

Em 2018, o Ifba começa a construir uma nova estrutura, em espaço de 7.000 m² cedido à Prefeitura de Camacã por Frederico Borges. Em plena capacidade, o campus vai atender 600 estudantes em cursos de nível médio e superior, além de profissionalizantes. Os gestores, no entanto, pretendem atender até 1.200 alunos. Um dos diferenciais do campus é que ele será totalmente sustentável, com reaproveitamento de água, coleta de resíduos sólidos e utilização de energia solar.

Para a construção do novo campus, será necessário um investimento de R$ 3 a 4 milhões. Davidson já se comprometeu com uma emenda de R$ 200 mil, além de trabalhar na articulação com o governo e outros deputados. “É importante cada vez mais a gente se esforçar para ampliar o acesso à educação técnica no interior do estado. Vou conversar com a bancada da Bahia para conseguir emendas individuais e coletivas, além do Ministério e da Secretaria da Educação”, garante o deputado. Também estavam presentes na audiência o assessor do reitor, Marcos Góes, e o coordenador da Setre, Davyd.

Nenhum comentário: