ITABUNA COMEMORA O DIA DO PAU-BRASIL COM O PLANTIO DE MUDAS

Uma cerimônia comemorativa aconteceu na manhã desta quarta-feira (03), no Foyer da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), para marcar a passagem do Dia Nacional do Pau-Brasil. A iniciativa conjunta entre instituições ligadas ao meio ambiente resultou numa extensa programação que incluiu apresentação da Banda de Cordas, plantio simbólico de mudas da árvore do Pau-Brasil e abordagem técnica sobre “As variantes morfológicas da espécie”.
Homenagens aos “Amigos do Pau-Brasil”, em referência a pessoas que deram grande contribuição para a preservação e conservação da espécie também fez parte da programação. O evento comemorativo foi resultado de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Itabuna através da FICC e Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, Ceplac (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), Fundação Pau Brasil e Instituto Biofábrica de Cacau e Inema.
O Secretário John Nascimento (Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente), que representou o prefeito Fernando Gomes, lembrou da importância do Pau-Brasil como primeira atividade econômica do país, e ainda ressaltou a necessidade da união de esforços para a preservação da espécie. Do mesmo modo frisou o presidente da FICC, Daniel Leão, que ainda alertou sobre a importância da sociedade não permitir que o Pau-Brasil entre em extinção.
A iniciativa, que integrou o Programa Conservação Produtiva Regional implementado pela Ceplac, é considerada pelo Chefe do Centro de Pesquisas do Cacau (CEPEC), o engenheiro agrônomo Raúl René Valle, como o renascimento de um programa de grande importância não apenas para a região Sul da Bahia, mas para todo o país. “Precisamos nos unir, nos esforçar para tirar o Pau-Brasil desse limiar de extinção”.

O pesquisador da Ceplac, o engenheiro Dan Erico Lobão, em sua abordagem histórico-morfológica sobre o Pau-Brasil ressaltou a importância da retomada do programa que dá início ao projeto “Pau-Brasil Cidades”. “O Pau-Brasil é cultura, é vida, é nossa história que deve ser preservada”, disse. Responsável pela homenagem póstuma a pessoas que deram sua contribuição para a preservação da espécie, o servidor da Ceplac Evaldo Batista, fez uma homenagem que emocionou a todos os presentes.

Do mesmo modo o ambientalista Erlon Botelho, da Fundação Pau-Brasil, ressaltou: “A união da comunidade científica é um dos passos mais importantes neste processo de preservação e conservação do Pau-Brasil, assim como o envolvimento de toda comunidade”. Ao final do evento foram plantadas mudas de Pau-Brasil em uma das praças mais importantes de Itabuna, a Praça Laura Conceição, popularmente conhecida como “Praça da Catedral”. 

Nenhum comentário: