ESCOLA PROFISSIONALIZANTE GERA OPORTUNIDADES DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL À POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA

A escola Profissionalizante de Itabuna oferece doze cursos gratuitos à população. Considerada uma das mais importantes instituições voltadas à qualificação de mão de obra para o mercado de trabalho, a escola que é mantida pela Prefeitura Municipal de Itabuna tem se tornado referência na fomentação do empreendedorismo individual no Sul da Bahia.
Segundo o diretor da Escola, Fábio Silveira, agora em 2017 foram disponibilizadas gratuitamente mil e trezentas vagas para os doze cursos que a escola oferece. Ele informa que a instituição conta com 35 professores que ministram aulas de Corte/Costura, Cabeleireiro, Artesanato, Arte Culinária, Informática, Bordado, Manicure, Estética, Pintura e Técnica de Vendas.

As aulas que acontecem nos turnos matutino, vespertino e noturno, das 8 às 12 horas; das 14 às 17 horas e das 18 às 21 horas, tem previsão de conclusão ao final de maio e, segundo Fábio, a população já pode se preparar para o próximo semestre, onde se iniciação novas turmas profissionalizantes de julho até o final do ano.

A vice-diretora da Escola Profissionalizante, Wilmara Carvalho, lembra que a instituição presta serviço à cidade há quarenta anos, oferecendo cursos gratuitos para as pessoas que não tem condições de pagar. Segundo WIlmara, os cursos não são baratos e essa possibilidade colocada com a escola serve para oportunizar a geração de renda às famílias de Itabuna. “A importância para nós é que nossos alunos saiam da Escola preparados para o mercado de trabalho”, conclui.

Uma das missões da escola é gerar oportunidade de empregos, ajudando a população a ter uma qualificação na busca pela inserção no mercado de trabalho. A aluna do curso para se tornar cabelereira, Jamile Barbosa, conta que essa oportunidade chegou na hora certa e que está fazendo o seu primeiro curso. “Estou adorando aprender e gostando muito dos cuidados dos professores e da maneira com que estão ensinando os alunos”, comenta.

Nenhum comentário: