CHOQUE DE GESTÃO E AÇÕES SÃO MARCAS DOS PRIMEIROS 100 DIAS DE GOVERNO DE FERNANDO GOMES

Além de implementar um choque de gestão em todas as áreas, com ações e obras nos primeiros 100 dias de governo, o prefeito Fernando Gomes acena para uma integração entre governo, legislativo e sociedade civil organizada superando os limites meramente partidários. “Vamos andar juntos para a retomada do desenvolvimento e devolver a Itabuna sua condição de polo regional, porque todos nós temos um compromisso com a nossa cidade e a nossa gente”, afirmou destacando como prioridades a saúde, educação, investimento em infraestrutura, geração de emprego e renda, além do combate à violência.

“Sei que vivemos um momento difícil em todas as áreas, em especial no campo da saúde, da infraestrutura e da segurança. Por isso precisamos dar um basta na violência e para isto vamos precisar do apoio da Câmara Municipal e da comunidade,” enfatizou. O prefeito destaca a tomada de medidas duras em benefício da comunidade, com uma reestruturação da máquina do governo, que tem um pesado endividamento, através de uma ampla reforma administrativa, encaminhada ao legislativo reduzindo o número de secretarias e cargos comissionados.

Reforma administrativa
Com a reforma, a FICC assumiu o comando da área da Cultura, do Esporte e do Turismo. Já a Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente integrou as unidades de Comércio, Indústria com a Agricultura e Meio Ambiente, enquanto a Secretaria de Governo absorveu a estrutura da Secretaria de Comunicação. A reforma também inclui a fusão da pasta da Fazenda com o Planejamento Institucional.

A Fundação Marimbeta acabou absorvida pela Secretaria de Educação.
Lembrando dos seus 40 anos de vida pública e oito mandatos – cinco como prefeito e três como deputado federal – Fernando Gomes afirmou que vai procurar governar para todos os itabunenses, - ele defendeu a criação da Polícia Municipal e a mobilização da população em conjunto com a Polícia Civil e Militar para que, em parceria com o governo municipal, iniciem ações contra a violência, uma questão complexa, que também envolve investimentos em educação, lazer e inclusão social das populações carentes.

Anunciou ainda ações em parceria com o governo do estado contra a violência, um tema discutido durante recente visita do governador Rui Costa a Itabuna, quando foram tratadas as estratégias locais do Pacto pela Vida. “Sei que segurança é uma tarefa do Estado, mas vamos negociar com o governador, com o judiciário, bem como com as autoridades da área de segurança, articulando uma ação para erradicar a violência em nossa cidade”.

Preocupação
O prefeito Fernando Gomes também falou da preocupação com a retomada e manutenção dos serviços públicos essenciais, com a realização de ações emergenciais num prazo de 100 dias para melhorar a qualidade de vida da população. As ações incluíram a melhoria da limpeza urbana, limpeza de parques e jardins e investimentos na iluminação pública com substituição de lâmpadas queimadas.

Lembrando que ao assumir o governo o Hospital da Base deveria estar fechado pela falta de medicamentos, pois não tinha nem mesmo antibiótico para os pacientes internados, o prefeito lamentou as dívidas superiores a R$ 33 milhões daquela unidade hospitalar, além do fechamento dos postos de saúde e sucateamento dos serviços públicos. Uma das providências do governo nestes primeiros 100 dias de gestão foi renegociar os contratos com o SUS para as áreas de serviços alta e média complexidade.

Obras
Declarando que seu partido é Itabuna, Fernando Gomes também assumiu o compromisso de, em conjunto com o governo do estado, encontrar uma solução para a questão do abastecimento de água, o que passa pela construção da barragem de Itajú do Colônia, uma obra já em fase de conclusão. A obra vai formar um lago com 25 quilômetros quadrados e deve permitir nos próximos anos a regularização da vazão do rio Cachoeira, garantindo o abastecimento da população nos períodos de estiagem prolongada.

Entre as obras programadas, ele anunciou a construção de uma passarela ligando a Câmara de Itabuna à praça Olinto Leoni, melhorando a mobilidade urbana e abrindo novas opções de estacionamento. Outro projeto importante é o de uma nova ponte sobre o rio 
Cachoeira.

Na próxima semana, o prefeito embarca para Brasília, onde pretende negociar com o governo federal um grande pacote de obras com foco na área de infraestrutura e priorizando os investimentos em saneamento básico, melhoria do sistema de abastecimento de água e a despoluição do rio Cachoeira. O prefeito também discute com o governo do estado o investimento de R$ 22 milhões para conclusão do Teatro Municipal, que terá mais de 700 lugares, uma obra paralisada há quase uma década.

Geração de emprego e renda
Outra prioridade do governo é a geração de emprego e renda, que se consolida com a atração de novos investimentos a exemplo do curso de medicina da Faculdade Santo Agostinho, que realiza este ano o seu primeiro vestibular e implanta em Itabuna cursos de Direito, Engenharia Civil e Arquitetura. O governo municipal também está encaminhando dois projetos importantes para a Câmara Municipal, o primeiro transformando Itabuna numa cidade universitária e o outro Cidade Limpa, com um conjunto de ações voltadas para a limpeza pública.

O prefeito também discute com empresários investimentos de R$ 35 milhões numa central de abastecimento, um projeto que deve gerar mais de mil empregos diretos e indiretos, tendo como base os galpões da antiga fábrica da Kildare. Na semana passada, em companhia dos secretários municipais Sandra Neilma, de Assistência Social e de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente, Jonh Nascimento, Fernando Gomes esteve em Brusque e outras cinco cidades de Santa Catarina, negociando a atração de investimentos, o que inclui uma unidade da Havan, com mais de 100 lojas no país e que deve gerar mais 200 empregos diretos, o prefeito voltou otimista com as negociações realizadas e possibilidades de novos empreendimentos.

Nenhum comentário: