NOTA DE REPÚDIO

Venho a público externar meu repúdio aos recentes atos tomados pela Câmara de Vereadores de Itabuna, que, em primeiro momento, por ato totalmente obscuro e sem qualquer prévio conhecimento da comunidade, decidiram tecer ameaças contra minha pessoa, essa é uma conduta imoral que não se coaduna com os princípios administrativos, notadamente de viés ético e moral.

Meu repúdio direciona-se tanto aos vereadores que expressamente estão me atacando covardemente em esquinas e bastidores, como vem me ameaçando de me colocar na Justiça. Deveriam procurar o que fazer, garanto que vão encontrar. Deveriam zelar pelas suas respectivas comunidades. Se estão preocupados com minhas postagens é porque devem. Afinal a população esperam dos edis no mínimo coragem e independência para legislar ao invés de querer briga com algum órgão de Imprensa. E se querem briga vão ter, porque eu estou aqui pronto pra desgastar durante os quatro anos, qualquer Vereador mentiroso, corrupto, mentecapta e que se incomodam com qualquer cobrança feita pela Imprensa. Se os edis se incomodam é porque tem rabo preso e não querem que seus nomes sejam citados em redes sociais.  

Não sou marginal, e, respeito os mesmos, mesmo tendo suas condutas duvidosas. Se pensam que vão me calar dando queixas e mais queixas sobre meu trabalho estão enganados. Como diz um radialista bem conhecido da cidade de Itabuna “eu não estou no bolso de vagabundo nenhum”. Nada tenho contra o presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna Chico Reis, temos um bom relacionamento e respeito um pelo outro, mas alguns que compões a casa precisam passar por uma reciclagem e aprender conviver com as críticas tirar proveito e trabalhar em cima das mesmas. O que a imprensa exigi é que as medidas de proteção aos cofres públicos sejam criadas, impedindo manobras duvidosas.

A credibilidade e confiança da Câmara de Vereadores poderá cair por terra, se os mesmos não procurarem trabalhar em prol da cidade e da população, porque vocês são empregados do povo e não jagunços, cujo adjetivo mais ouvido junto à população é de “vergonha”, notadamente desta legislatura que felizmente hoje representa nossa cidade.

Ainda que as senhoras e senhores edis venham a negar, qualquer investida contra minha pessoa, à sociedade não aprova qualquer tipo de ameaças contra aqueles órgãos que estão servindo de olheiros para o povo. A repercussão que a “Farra do Abono” gerou junto às redes sociais, contra os senhores é lamentável. Lamentamos chegar a este ponto, onde as ganancias pelo poder falam mais alto que as cores da bandeira do município.

Talvez tenha sido eu um dos primeiros a me manifestar com indignação contra as atitudes de alguns vereadores. Hoje vejo que a manifestação de entidades representativas, [ou não ] só fazem criticar os vereadores. Então penso que devemos ficar atentos sim, mas não hipócritas. Quanto ao péssimo rótulo de alguns “vereadores de um mandato só”, vejo que esse slogan se espalhou por toda cidade. 

Que os novos vereadores que integram esta casa estejam atentos ao que a sociedade espera e estejam dispostos a buscar o desenvolvimento de nossa cidade. E que representem a tão falada “política nova”, pois o povo não é mais o mesmo, passivo e silencioso, mas sim atento e com acesso à informação. A sociedade mudou. Que os poderes instituídos mudem também. Como tenho dito e escrito: se não quiserem ser criticados trabalhem! Se não quiserem serem cobrados mostrem mais ação, não vai ser uma limpeza de um canal ou uma podagem de uma arvore, que vai fazer de você um grande Vereador. A sua obrigação com a cidade é maior do que qualquer discurso bonito, ou ação barata.

Nenhum comentário: