GOVERNO MUNICIPAL AVALIA APOIO À IMPLANTAÇÃO DA REITORIA DA UFSB E PARCERIAS INSTITUCIONAIS

Apesar das chuvas intensas que caiaram hoje na região Sul da Bahia (9), o prefeito Fernando Gomes visitou em companhia do reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia, Naomar Almeida Filho; da vice-reitora Joana Guimarães; do pró-reitor Francisco Mesquita e de técnicos de engenharia e infraestrutura da UFSB, duas áreas para implantação do campus de Itabuna daquela unidade de ensino superior. Também foi discutida a possibilidade de uma parceria entre o governo municipal e UFSB nas áreas de meio ambiente, o que inclui o projeto de despoluição do rio Cachoeira e para a implantação do Parque da Cidade com um Jardim Botânico visando a preservação de plantas nativas da Mata Atlântica, bem como em projetos na área da saúde e educação. O prefeito mostrou, inicialmente, a área de 40 hectares do futuro Parque da Cidade, com a perspectiva de cedê-lo para a instalação da reitoria da universidade e de equipamentos culturais inclusive um grande auditório com palco, além de um centro de lazer e eventos. Em seguida o grupo visitou a área entre o Loteamento Grabriela e o cemitério parque no semi-anel rodoviário, onde a prefeitura já havia desapropriado uma área de 10 hectares sem acesso à malha viária, deixando pendente a desapropriação de uma área de 43 hectares em território itabunense.

Para o prefeito Fernando Gomes, como o projeto do campus é em território itabunense a prefeitura vai estudar a proposta de desapropriação da área a partir dos dados existentes na Procuradoria-Geral do Município e das plantas encaminhadas pela UFSB. O governo municipal também vai avaliar os custos da desapropriação das terras, que inclui áreas por onde passam redes de alta tensão da Coelba, onde não podem ser construídas edificações.

O reitor Naomar Almeida Filho sinalizou que a parceria da universidade com o governo municipal deverá ser ampliada não apenas com a construção do campus, com um grande teatro, cinema, biblioteca e equipamentos culturais que poderão ser usados pela população, como também na implantação do Parque da Cidade, que considerou um importante projeto ecológico com o apoio à implantação de um Jardim Botânico e estudos na área ambiental.

A UFSB também pode em parceria com a prefeitura contribuir com projetos e ações nas áreas de saúde e de engenharia, colaborando também nos estudos para despoluição do rio Cachoeira, uma prioridade do governo local colocando em prática a implementação do Plano Municipal de Saneamento Básico e que a universidade vem realizando estudos nos dez municípios da bacia hidrográfica, que envolve os rios Colônia, Salgado e Piabanha, com mais de quatro mil quilômetros quadrados.

Nenhum comentário: