PREFEITURA DE ITABUNA SE NEGA A DAR POSSE DE CANDIDATOS NOMEADOS EM CONCURSO PÚBLICO

Candidatos nomeados no concurso público do município de Itabuna/Ba denunciam o Setor de Recursos Humanos da prefeitura por negar o recebimento dos documentos necessários para que lhes sejam dada a posse nos cargos.
Em 21 de dezembro de 2016 a Prefeitura de Itabuna convocou os aprovados e nomeados no concurso público 001/2016 para os cargos de ADVOGADO, ADMINISTRADOR e AUXILIAR DE INFRAESTRUTURA (Publicação 1815 do Diário Oficial) e em 19 de dezembro de 2016 (Publicação 1824 do Diário Oficial) para os cargos de TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO, AUXILIAR DE INFRAESTRUTURA e AGENTE DE ENDEMIAS, a fim de que estes apresentassem os documentos necessários para a contratação.

Ocorre que a atual gestão do Prefeito Fernando Gomes se recusa a receber os documentos solicitados, alegando que a Procuradoria Jurídica do município buscará a anulação do concurso. Alega ainda a Prefeitura de Itabuna que as convocações realizadas não possuem qualquer valor já que criam despesas para o município, que vive uma crise financeira. Entretanto, até o momento nenhum ato formal foi expedido por qualquer das Secretarias Municipais, o que deixa os candidatos sem alternativa que não o acionamento do Judiciário através de Mandados de Segurança, uma vez que a maioria destes teve que pedir demissão dos anteriores empregos para tomar posse nos cargos, encontrando-se, atualmente, desempregados.

Curioso que a alegação de crise financeira no município parece contradizer as atitudes do atual prefeito, que desde a posse anunciou a realização de Carnaval no município, bem como encaminhou projeto de reforma administrativa à Câmara Municipal para criação de cargos com remuneração de R$ 11.000,00 (onze mil reais).

Cumpre destacar que a realização do concurso público no município se deu por imposição do Ministério Público Estadual, após assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta, ainda na gestão do prefeito Claudevane Leite e que já ocorreram 13 (treze) outras convocações, cujos aprovados já tomaram posse e encontram-se trabalhando normalmente.

2 comentários:

Unknown disse...

Absurdo total...P que fazer concurso se não vão empossar os aprovados?!

Anônimo disse...

Que maldade com o povo que estudou na esperança em ter um emprego.. Tomara que Cuma volte atrás..