EVANGÉLICOS NA CÂMARA

Mais uma vez a população de Itabuna elegeu para assumir como vereadores alguns evangélicos, que descobriram que além de pregar a palavra de Deus, e alguns deles literalmente utilizarem a boa vontade e aquela necessidade de Deus de que falava Tolstoi para enriquecer, eles também podem representar pedaços de poder político no município.

A história tem comprovado que muitos desses vereadores evangélicos que se elegem em Itabuna na grande maioria com votos de fiéis das igrejas, principalmente das igrejas pentecostais que pregam a Teologia da Prosperidade, nada fazem a não ser representar o mais ridículo fundamentalismo religioso que não faz parte das regras elementares da sociedade política laica.

Muitos deles em vez de representar tanto a parcela de eleitores que lhe confiaram os votos, bem como a comunidade em geral, fazem papéis que beiram ao ridículo, e envergonham os itabuneses em todos os lugares do Brasil. Pode ser que desta vez alguns vereadores que se consideram evangélicos possam respeitar o povo de Itabuna e cumprir o papel que lhe foi outorgado pelo povo de ser vereador de fato.

Mas esperamos que eles tenham consciência disso, porque a grande maioria de seus eleitores não votaram neles por ser povo no sentido mais literal da palavra, votaram neles por ser massa de fiéis que votou no seu líder religioso, e no seu irmão de igreja. Como não participam ou mesmo não compreendem a política, porque em muitos dos casos são os próprios detentores dos votos que demonizam a política para ter o voto como salvador da pátria, essa massa de fiéis eleitores nem mesmo acompanha o que eles fazem na Casa da Cidadania. Tomara que Cristo os ilumine a todos para que possam compreender isso, que são vereadores e não pastores na política!

Nenhum comentário: