A SERPENTE QUE ENGANOU EVA NO PARAÍSO

Sabe aquelas histórias fantásticas, excepcionais e que dariam um filme? Pois é, pode até render um livro. É a história do comunista, sindicalista, e Vereador Jairo Araújo, dono de uma oratória refinada, o ex-morador de rua é hoje um homem bem sucedido na cidade de Itabuna. Sua vida pública começou como “defensor” dos direitos dos comerciários, onde só quem se beneficiou foi ele. Jairo já chegou até passar fome, mas não desistiu de alcançar seus objetivos.

Seu sonho era vencer na vida, e para isso ele teria que usar toda sua astucia para chegar ao patamar que hoje se encontra. Como presidente do Sindicato dos Comerciários, Jairo sempre tomava a frente todas as negociações, e claro né, o maior beneficiado sempre seria ele, os acordos com os empresários sempre seriam as portas fechadas longe dos comerciários, e quem foi o maior beneficiado? Claro, o presidente do Sindicato. Jairo tentou algumas vezes sentar em uma cadeira no legislativo municipal, até que conseguiu em 2012 se elegeu Vereador. 

Hoje, mesmo não sendo nomeado para fazer parte da mesa da Câmara ele goza de prestígios, chegando a faturar mais de 50 mil reais mensais, além dos cargos que ele se dispõe dentro da casa, e da Prefeitura. Quem pensa que o Vereador Jairo Araújo é um simples Vereador Canela seca, está muito enganado. Ele é, nada mais nada menos, um dos mais ricos dentro da Câmara. Se vocês pensam que parou por aí? Mero engano. O ex-moço pobre, esteve sempre à frente de qualquer manifestação sindical no comércio de Itabuna, pois conseguiu enganar a todos mais uma vez e se elegeu Vereador. Jairo hoje é considerado mais astuto do que a serpente que enganou Eva no paraíso. "TUDO NOSSO NADA DELES" essa é a frase preferida de Jairo Araújo. Esse é um dos representantes que o povo voltou a colocar mais uma vez dentro de um órgão tão importante. A câmara de Vereadores. Projetos de Jairo Araujo: enriquecimento ilícito, ouro projeto dele na cidade eu desafio alguém me mostrar... Cada povo tem o representante que merece.

Nenhum comentário: