O INCRÍVEL DESAFIO DOS CANDIDATOS PARA ANGARIAR VOTOS EM ITABUNA PARA VEREADOR NA RETAL FINAL

Chegando à reta final da campanha eleitoral em Itabuna ainda impressiona o número de cidadãos com direito ao voto que ainda não decidiu em quem vai votar no cargo de vereador. A campanha feita com um foco principal para o cargo de chefe do executivo talvez tenha deixado os eleitores ainda de sobreaviso, principalmente porque com exceção dos atuais vereadores, em que alguns deles são conhecidos da população, a grande maioria dos candidatos a vereadores são ilustres desconhecidos da população, e a campanha não está permitindo que sejam vistos como nas eleições anteriores.

Esse fato tem preocupado muito as pessoas que são mais sérias, porque nessa reta final mesmo que a legislação não permita o desfrute de meios ilícitos para angariar os votos necessários para alcançar o suficiente para ganhar as eleições, provavelmente muitos candidatos poderão utilizar o velho costume da compra de votos. E não adianta ninguém vir para cá com essa história de purismo eleitoral por causa das novas regras, que não vai convencer ninguém.

Por tudo isso, e com essas preocupações colocadas no tabuleiro do xadrez político municipal, muita gente sabe de antemão que esta pode ser a eleição com mais compra de votos que Itabuna já enfrentou. Se faltando poucos dias para as eleições e dados dizem que mais de 70% do eleitorado não tem candidato para vereador, então essa é mais do que prova cabal de que as eleições para a Câmara de Vereadores será decidida de última hora, e quem tiver mais fôlego político e financeiro às escondidas vai literalmente comprar seu “emprego” de quatro anos.

Quem quiser se pautar pela seriedade não deve fazer outra coisa senão vigiar todos os passos dos desonestos, que sempre aparecem de última hora, resultado de acordos estapafúrdios que são feitos nas caladas das noites dos últimos dias e se tornam vereadores, sem nem ao menos saber mesmo qual é a função de um vereador no município. É vigiar para não perder para quem não vai ser vereador, mas empregado...!


Nenhum comentário: