JAIRO ARAÚJO NÃO É VEREADOR... ELE É "VARIADOR"

Existem candidatos que são eleitos para o cargo de vereador, para criar leis que tornem a sociedade mais justa e humana; para fiscalizar as finanças da Câmara e da Prefeitura; para manter o controle externo do Poder Executivo Municipal, principalmente quanto à execução orçamentária ao julgamento das contas apresentadas pelo prefeito e suas prerrogativas se acentuam no uso do parlamento, com propósito de se posicionar sobre temas e circunstâncias do cotidiano da cidade. Mas há quem acaba se transformando em "Variador", que é o indivíduo eleito para ser vereador e se submete à condição de vira-casaca, camaleão, mequetrefe e muda constantemente de ideias, votos, posições e comportamento. 

Ele é eleito para ser vereador e acaba se transformando num Variador – variando sempre de falas e circunstâncias. Pela manhã é a favor de algo a que se contrapõe à tarde e à noite já se posiciona contrário as duas conjunturas anteriores. É isto o que está acontecendo com o vereador, Jairo Araújo (PCdoB).

Quando teve a greve dos professores esse "variador" se manifestou, radicalmente contra a greve. Este mesmo vereador, foi quem mais bradou, esperneou, importunou e se exaltou, a favor das greves promovidas pelos sindicatos dirigidos por comunistas em Itabuna. E sempre se notabilizou como o mais ferrenho defensor dos direitos de greve dos trabalhadores. Hipocrisia, demagogia, fingimento e simulação. Qualquer um desses vocábulos se aplica, fidedignamente, à conduta do "variador" Jairo Araújo. 

Jairo Araújo tem sido um dos vereadores mais criticados pela imprensa, porque não tem correspondido à expectativa de se apresentar como um parlamentar coerente e atuante.  

Nenhum comentário: